• Vacinação contra aftosa •
29 de abril de 2019

Com 16.600 animais, Boa Esperança do Iguaçu vai vacinar todos com idade entre 0 e 24 meses contra a aftosa

Com 16.600 animais, Boa Esperança do Iguaçu vai vacinar todos com idade entre 0 e 24 meses contra a aftosa

 Com um rebanho total estimado em 16.600 bovinos e bubalinos, o Município de Boa Esperança do Iguaçu vacinará contra a febre aftosa os animais com idade entre 00 e 24 meses no período de 1º a 31 de maio de 2019.

 No Município as doses da vacina estarão disponíveis já no dia 30 de abril, nas casas veterinárias cadastradas. O Agropecuarista deve adquirir a vacina, vacinar os animais com idade entre 00 e 24 meses, lembrando que nesta campanha são 2 ml de vacina por animal.

 Após a vacinação o produtor precisa comprovar que vacinou, e no comprovante é necessário cadastrar, além dos vacinados, todos os animais da propriedade. Esse comprovante deverá ser entregue no Posto de Atendimento da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR), que em Boa Esperança do Iguaçu está localizada na Rua Demétrio Pinzon, 027, em frente à Praça Municipal.

 Dúvidas ou informações podem ser obtidas com Solange Borsatto Biavatti, Cleonice da S. Moraes Tessaro ou com a Médica Veterinária que atende o Município Dra. Kátia Eliana Formighieri, ainda pelo telefone 46-3537-1208 – ramal da ADAPAR.

  

PARANÁ

 

No Estado do Paraná a Campanha de vacinação contra a febre aftosa é realizada nos meses de maio e novembro de cada ano. O Estado já consideradopela Organização Mundial de Saúde Animal – OIE, área livre da febre aftosa com vacinação e busca estar livre da doença sem vacinação, esta campanha de maio poderá ser a última a ser realizada no rebanho paranaense para que o Estado alcance o título de área livre da aftosa, sendo que no Brasil, apenas Santa Catarina já alcançou o título.

 O Paraná possui um rebanho com 9,2 milhões de bovinos e búfalos, que estão distribuídos em 178.885 propriedades rurais dos 399 Municípios paranaenses.

 A Febre Aftosa - Informações Sobre a Doença

Doença infecciosa aguda, causada por vírus, sendo uma das mais contagiosas que atingem os bovinos, búfalos, ovinos, caprinos e suínos. Causa febre, seguida do aparecimento de vesículas (aftas) principalmente na boca e nos cascos, dificultando a movimentação e alimentação dos animais, o que acarreta elevada e rápida perda de peso e queda na produção de leite, tendo como consequência grandes prejuízos na exploração pecuária. O vírus está presente no epitélio e fluido das vesículas e também pode ser encontrado no sangue, saliva, leite, urina e nas fezes dos animais afetados. Qualquer objeto contaminado com uma dessas fontes de infecção torna-se uma perigosa fonte de transmissão da doença de um rebanho a outro. Os animais contraem o vírus por contato direto com outros animais infectados ou por alimentos e objetos contaminados. A doença é transmitida pela movimentação de animais, pessoas, veículos e outros objetos contaminados pelo vírus. Pessoas que lidaram com animais doentes também podem transmitir o vírus por meio de suas mãos, roupas e calçados.Prejuízos: A principal consequência da ocorrência da febre aftosa é econômica, com o aparecimento de focos, imediatamente os países deixam de comprar, carne e leite de um estado ou do pais inteiro.

Daí a necessidade e obrigatoriedade em vacinar o rebanho e comprovar a vacinação.



Fonte: Ademir Ribeiro
 
• Dados do Município •
Estado Paraná
Região Sudoeste
Gentílico Esperancense do Iguaçu
Área 151,79 km²
Altitude 521 m
População 2016 2.768
IDH 0,741
Prefeitura Municipal de Boa Esperança do Iguaçu
CNPJ: 95.589.255/0001-48
AV. Demétrio Pinzon, 16 - Centro
85680-000 - Boa Esperança do Iguaçu - Paraná
2019 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual