• SECRETARIA DE SAÚDE •
Jessica Biavatti - Secretária de Saúde
 
Contato:
saude@boaesperancadoiguacu.pr.gov.br
saude@bei.pr.gov.br
Fone: 46-3537-1210

Endereços:

UNIDADE REFERÊNCIA NO ATENDIMENTO À COVID-19
Centro de Saúde NIS I Boa Esperança do Iguaçu:
Av. Vereador Valmir Antonio Alexandre, 267, Centro
CEP: 85.680-000
Boa Esperança do Iguaçu - Paraná
Horário de Atendimento: Das 08:00 às 12:00 horas e das 13:00 às 17:30 horas de Segunda a Sexta-feira.

Unidade de Saúde da Família Centro:
Av. Vereador Valmir Antonio Alexandre, 268, Centro
CEP: 85.680-000
Boa Esperança do Iguaçu - Paraná
Horário de Atendimento: Das 08:00 às 12:00 horas e das 13:00 às 17:30 horas de Segunda a Sexta-feira.

ATENÇÃO: O horário de atendimento na Sala de Vacinas é das 08:00 às 12:00 horas e das 13:30 às 17:30 horas.


VOCÊ PODE CONHECER 

A NOSSA EQUIPE 

NO LINK ABAIXO:




Para Registrar Denúncias Relacionadas a Vacinação:
Ou para Denúncias, Informações ou Sugestões utilize o link a seguir do Site da Prefeitura de Boa Esperança do Iguaçu: https://boaesperancadoiguacu.pr.gov.br/contato 


Nota: O Município não possui nesta data sobra de doses (frascos recebidos que possam ter conteúdo a mais).



VEJA AS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DA COVID-19.


Informe 1: Todas as informações sobre o andamento da vacinação da população contra a COVID-19, doses recebidas, doses aplicadas, recursos recebidos e outras informações, estão em nosso Portal da Transparência (Coluna ao Lado) e no Vacinômetro na página inicial deste site.

Informe 2: SEGURANÇA, EFICACIA, RISCOS E BENEFÍCIOS DAS VACINAS:
Antes de serem distribuídas, as vacinas aprovadas contra a Covid-19 passaram por avaliações rigorosas sobre eficácia e efeitos colaterais durante os estudos clínicos de fase 1, 2 e 3. Mas mesmo agora que elas estão liberadas e sendo aplicadas em massa, o monitoramento continua.


- CoronaVac: Segundo o fabricante, sua eficácia geral é de 50,4% e sua proteção contra casos graves 78%. Sua eficácia não é garantida se os pacientes adiarem a aplicação da 2ª dose. É necessária a aplicação da 2ª dose da vacina, no prazo orientado pelo profissional que aplicar a imunização. 

No Brasil, estudos da Coronavac, vacina produzida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, mostraram que 35% dos 9 mil voluntários, com idades entre 18 e 59 anos, tiveram reações adversas leves após a aplicação da vacina. Não houve qualquer registro de efeito colateral grave durante a fase 3 de testes.

Após a primeira dose, as reações mais comuns entre os participantes do estudo foram dor no local da aplicação (19%) e dor de cabeça (15%). Depois da segunda dose, as reações adversas mais relatadas foram dor no local da aplicação (19%), dor de cabeça (10%) e fadiga (4%). Apenas 0,1% dos participantes teve febre baixa.

Desde que o imunizante passou a ser aplicado no Brasil como parte da campanha de vacinação contra a covid-19, nenhum efeito adverso grave foi reportado.


- AstraZeneca:  A vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca tem eficácia de 79% para prevenir casos sintomáticos da doença e não aumenta o risco de coágulos sanguíneos. O imunizante se mostrou seguro e 100% eficaz contra casos graves da doença, que precisam de internação de pacientes. A vacina também foi efetiva em 80% em pessoas com mais de 85 anos, afirmou o laboratório. Os resultados foram divulgados pela empresa após testes com 32 mil voluntários em diferentes faixas etárias.


Reações Normais de Vacinação

É normal ter certas reações após uma vacinação: vermelhidão, inchaço ou dor ao redor do local da injeção. Fadiga, febre, dor de cabeça e dores nos membros também não são incomuns nos primeiros três dias após a vacinação.

Estas reações normais são geralmente suaves e diminuem após alguns dias. Mostram, na verdade, que a vacina é eficaz, pois estimula o sistema imunológico, e o organismo produz anticorpos contra uma infecção "simulada" pela vacinação.

Essas reações, típicas de vacinação, foram relatadas após a aplicação dos imunizantes da BioNTech-Pfizer, Moderna, AstraZeneca (Oxford) e Sputnik V, que já estão em uso em várias partes do mundo.

Reações graves: raridade

Além das reações típicas da vacinação, houve também casos individuais de efeitos colaterais às vezes graves após a vacinação. Entre eles estão choques alérgicos, que foram relatados em detalhes pelos desenvolvedores. Mas ainda se trata de casos isolados.

De modo geral, as vacinas aprovadas são seguras de acordo com a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), a FDA, do governo americano, e a Organização Mundial da Saúde (OMS). Caso contrário, não teriam aprovado as vacinas.

Algumas das novas vacinas - as chamadas vacinas de RNA - são fundamentalmente diferentes das vacinas conhecidas: elas não contêm carga de vírus, mas apenas uma instrução de construção para um componente do patógeno covid-19.

Outras são as chamadas vacinas vetoriais, que utilizam adenovírus inofensivos (como vírus frios que afetam apenas os chimpanzés) como transportadores angpara introduzir a proteína de superfície do Sars-CoV-2, e assim desencadear a resposta imunológica.

• Dados do Município •
Estado Paraná
Região Sudoeste
Gentílico Esperancense do Iguaçu
Área 151,79 km²
Altitude 521 m
População 2016 2.768
IDH 0,741
Prefeitura Municipal de Boa Esperança do Iguaçu
CNPJ: 95.589.255/0001-48
AV. Demétrio Pinzon, 16 - Centro
85680-000 - Boa Esperança do Iguaçu - Paraná
Telefone: (46) 3537-1208
comunicacao@boaesperancadoiguacu.com.br
2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual